terça-feira, 10 de novembro de 2015

DIA DA LIVRARIA E DO LIVREIRO 2015


DIADALIVRARIAEDOLIVREIRO (3)

O dia 30 de novembro está à porta e traz-nos o sempre renovado desejo de indicarmos a todos o caminho de uma livraria. Não especialmente para esse dia em particular, mas para todos os dias.
Todos os dias são dias de viajar pelas estantes, de trocar dois dedos de conversa com livreiras e livreiros, de ver novidades, de redescobrir os clássicos.
Todos os dias são dias para sacudir algum pó de capas e encadernações, de meter mãos por cantos que parecem arcas de tesouros, de sentir o cheiro dos livros novos e o dos livros menos novos.
O 30 de novembro é um dia especial, é o DIA DA LIVRARIA E DO LIVREIRO. É também o dia do leitor que visita as livrarias. É, pois, um dia de festa: festa da livraria, festa da livreira e do livreiro, festa do leitor.
Mais do que nunca é importante que os leitores conscientes do papel cultural da livraria passem a frequentá-la por necessidade, por desejo, sim, mas também por militância cultural, para ajudarem a despertar outras consciências, para marcarem hábitos de comportamento. Não basta dizer que as livrarias não podem morrer, que são muito importantes para a sociedade, que os seus livreiros não podem desistir, pois contribuem para fazer a diferença cultural na sua cidade. Há que passar das palavras à ação, marcando uma posição: eu frequento as livrarias independentes porque as considero indispensáveis, porque reconheço o seu papel, porque não quero que elas desapareçam.
Vamos comemorar mais um DIA DA LIVRARIA E DO LIVREIRO no próximo 30 DE NOVEMBRO. Visite a sua livraria independente. Ela terá certamente várias surpresas à sua espera.
Passe esta informação aos seus amigos. Combine com eles uma ida à livraria. Estaremos todos à vossa espera.
O Encontro Livreiro divulga também o cartaz do DIA DA LIVRARIA E DO LIVREIRO 2015, enviando um grande obrigado ao seu autor, o nosso prestigiado José Teófilo Duarte. O seu traço único e a sua criatividade sempre ao lado do livro e da leitura. Obrigado, Zé Teófilo!

Sem comentários:

Enviar um comentário